Narradores Circuito "Um Porto de Contos"

Narradores Circuito "Um Porto de Contos"




CHULLAGE (Cabo-Verde)
Chullage é um rapper, poeta, dizedor, produtor, activista, cabo-verdiano.
Chama-se Nuno Santos, mas é conhecido no hip-hop português como Chullage. Este MC vem da Arrentela (Seixal) e tem dado provas do seu talento, sobretudo na arte do improviso, com o objectivo declarado de despertar consciências com as suas rimas. Chullage começou a ouvir música por influência do pai, também ele músico. Aos 15 anos, escreveu as primeiras letras, por identificar-se com o estilo que vinha dos EUA. Desde então, a luta de classes e a desigualdade racial tornaram-se temas sempre presentes no seu trabalho. Aliás, este filho de pais cabo-verdianos, nascido em Portugal, considera-se africano e é pelos africanos que luta com a sua música. Depois de ter dado voz a várias mixtapes de produção e de ter subido a muitos palcos, Chullage edita em 2001 o seu álbum de estreia, “RAPresálias… Sangue, Suor e Lágrimas”, no qual as rimas são acompanhadas pelos beats de produtores nacionais como DJ Cruzfader , Sam the Kid , Sas ou DJ Kronik. “À-Pala de Quem Não Come” ou “A Igualdade é uma Ilusão” são alguns dos temas deste álbum que documentam a vida nas ruas e que alertam para a luta do MC pela igualdade.


José Maria Carrere (Pais Basco - Espanha)
Actor , narrador e crítico teatral .Já se apresentou no Paraguai, Venezuela, México e Cuba.
Nasceu em 1963 em Pasajes de San Juan, Gipuzkoa, Pais Basco. Começa aos 16 anos seu trabalho como actor. Dinamiza formações e cursos de teatro e narração oral. Faz crítica literária e teatral em distintos jornais do País Vasco. José Maria caracteriza-se por ser um narrador com muito humor e ironia.


SOLEDAD FELLOZA  (Uruguai)
Nascida no Uruguai, tem se apresentado e contado histórias em diversos festivais do mundo desde o Uruguai, argentina, Chile, Bolívia, Venezuela, Cuba, Argélia, Peri, França, Itália, Portugal, Holanda e um pouco toda a Espanha.
Também é uma apaixonada pela fotografia, a gastronomia e as tradições e rituais populares que vai registando com a sua Nikon em cada viagem.
Visitem a Soledad em www.soledadfelloza.com

                              

Clara Haddad (Brasil-Portugal)
É atriz , produtora cultural e narradora profissional brasileira de origem sírio-libanesa e já com nacionalidade portuguesa e sotaque nortenho.
Têm realizado apresentações em vários países, tais como: Brasil, Portugal, Espanha, Bélgica, França, Peru, México e Venezuela.Com sua grande expressividade Clara Haddad encanta. Traz em sua narrativa a sabedoria dos contos ancestrais contados por sua avó paterna e outros que aprendeu em suas viagens pelo mundo.
Tem uma trajetória  de 12 anos de sucesso com um repertório repleto de relatos tradicionais árabes, brasileiros, portugueses e africanos.
Radicada em Portugal desde 2005 dinamiza e coordena inúmeros eventos e workshops na arte de contar histórias, dança e teatro.
É idealizadora e programadora de exitosos projetos dentre eles: "Sexta dos Contos" ,Domingos de Contos nas Caves Taylor´s”, Circuito Um Porto de Contos. Também é diretora e produtora do Encontro Internacional de Narração Oral “ UM PORTO DE CONTOS” que acontece a cada dois anos na cidade do Porto.
Fundadora da primeira Escola de Narração em Portugal: A “Escola de Narração Oral Itinerante”. Um projeto pioneiro com sedes na cidade do Porto e com delegações em Coimbra e Lisboa . No Brasil as delegações estão nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Salvador e Recife .Saiba mais:
site | www.escolanarracao.com   
facebook | www.facebook.com/ClaraHaddadNarradora
  
Vitor Fernandes (Portugal)
Vítor Manuel Azevedo Fernandes natural do Reino Maravilho se Trás-os-Montes. Um dia tropeçou nos contos e lembrou-se que na sua infância passava o tempo a ouvir as histórias contadas pela sua avó. Desde esse dia procurou formação e começou a contar histórias . Desde de 2010 narra profissionalmente. Narrador que busca manter a força da tradição, seu repertório é repleto de contos de amor, de humor, de vivacidade, astúcia e emoção da tradição oral portuguesa.


André Boaventura (Portugal)
«Andréoaventura» é professor, tradutor, narrador oral e escritor em ambulante (re)construção. Se fosse um dinossauro, seria um «Andressauro». Tem vindo a desenvolver inúmeros espectáculo onde brinca com o stand up comedy e a narração.
O seu mais recente passatempo é escrever curtas notas biográficas na terceira pessoa do singular, nas quais procura equilibrar a promoção descarada e a modéstia abnegada, acrescentando ainda um toque de humor para aligeirar a coisa. Em sua formação de base tem os cursos da Escola de Narração Itinerante.





Sofia Freitas (Portugal)
Sofia Freitas é Educadora Social desde 2005 e com um longo percurso de trabalho na área de Arte-Educação. Contadora de histórias desde 2011 encontra-se na coordenação do Circuito " Um Porto de Contos"- um circuito que percorre vários espaços da cidade do Porto organizada pela Escola de Narração Oral Itinerante dirigida por Clara Haddad.Apresenta agora o espectáculo que criou " Entre Fios & Missangas"








SUSANA CORREIA (Portugal)
Procurando em memórias de infância sempre surgem ocasiões fortes de partilha de histórias: lembro um quase nada de contos orais ou livros... A esses sobrepuseram-se  - com outra intensidade - momentos de partilha de histórias de família, personagens sui generis ou aventuras de homens e mulheres que com sua luta construíram Abril. Histórias povoam-me desde então e fizeram-me re-nascer inúmeras vezes e descobrir-me em múltiplas facetas.
Com os anos fui entendo que, para mim, minha vida nada mais é que uma sucessão e cruzamento de histórias várias.
A longo da última década fui-me deixando levar até junto de contadores orais diversos - em breves momentos de narração oral, em oficinas ou cursos. Aos poucos fui-me deixando re-nascer mais uma vez; deixando minhas histórias tomarem forma e fui-me descobrindo contadora de histórias.


João Sá (Portugal)
Sempre me interessou a fronteira entre as Artes: o espaço despenteado entre elas.
Tenho vivido a agarrar tudo o que é curso e workshop: da escultura à manipulação de objectos - teatro, marionetes, clown, danças...
Para fazer! Fazer sempre muito! Mas sempre ao lado... sempre fora desta ou daquela gaveta.
Mas, pode-se dizer, que, no fundo, fui sempre apenas encontrando diferentes formas de contar estórias. Quando desenho, pinto, modelo: conto estórias. Com fantoches, com e sem nariz de palhaço: conto estórias. Agora também, porque não: simplesmente conto estórias...

Aida Suárez (Portugal)
Animadora Sociocultural | Técnica Psicossocial | Formadora
Mulher Criativa. Mulher cíclica que sangra, renova, cria e transforma e tudo o mais que a vida me vai proporcionando ser a cada momento por isso cultivo a poliformação, reúno recursos nas áreas da animação socio-cultural, escrita intuitiva e curativa, consciência corporal, artística (teatro e narração de histórias). Absoluta crente na Criatividade como motor do desenvolvimento pessoal, produtivo e curativo. A criatividade que nos permite ir onde nada mais nos pode levar, ao fundo de nós mesm@s. Criadora da “JardineriaHumana”, um sonho-projecto que abraça a tarefa desafiadora de resgatar, ancorar e manter o vínculo com o conhecimento matri-geracional a cerca do Ser Mulher e do seu poder criativo, desafiando outras Mulheres a aceitar o mesmo desafio… através de encontros circulares e ateliers de Psicocriatividade. Visita em www.jardineriashumanas.blogspot.pt/




Diana Maciel (Portugal)
Educadora de Infância e formadora. Apaixonada por histórias. Começou o seu percurso, enquanto Aluna na Escola de Narração Oral Itinerante, em Fevereiro de 2010 e desde então nunca mais parou. É Narradora Oral com uma vasta experiência com o público mais pequeno. Ama o que faz, faz o que ama.






Elsa Mendes (Portugal)
Nascida no Porto, cidade pela qual tem uma forte paixão, exerceu o percurso na área comercial e formação de adultos. Mais tarde, encontrou-se com o mundo digital e elearning.
As histórias e metáforas sempre estiveram presentes, por isso se encantou com a Escola de Narração Oral. Neste momento, faz parte do fantástico círculo de contadores da Invicta.











Mariana Machado (Portugal)
Contadora de Histórias e Narradora Oral profissional trabalha para o mais diverso público com projetos de autoria própria, promovendo sessões que privilegiam o humor, a sensibilidade e a interatividade, recorrendo a diferentes técnicas narrativas: oral, imagem (Livro e Kamishibai), manipulação de bonecos, som…









Rui Ramos (Portugal)
Natural do Porto, Geólogo de formação e Contador de História por vocação.  Divulgador e investigador científico durante doze anos, exerceu em paralelo actividades artísticas nas áreas do canto coral, banda desenhada, ilustração, escrita e narração de contos. Actualmente, dinamiza o projecto de narração oral e de formação: o Baú do Contador.




Cláudia Pinheiro (Portugal)
Cláudia Pinheiro nasceu em Matosinhos, é Professora com formação na área de Educação Visual e Tecnológica e Especializada em Educação Especial.  Com o nascimento do seu filho e desde que contacta com crianças com Necessidades Educativas Especiais, o seu gosto pelas histórias aprofundou-se. É apaixonada pelos trabalhos artesanais em que a costura criativa é arte privilegiada. Além de gostar de contar histórias aos mais pequenos, também executa as suas mantas narrativas, recurso que utiliza com frequência e já dinamizou várias oficinas de costura criativa ligadas às histórias. É colaboradora da Escola de Narração Oral Itinerante. Tem um blog http://entremeioslusos.blogspot.pt/ onde publica e partilha todas as suas atividades. 






Maria Rouco (Portugal)
Maria Rouco nasceu em Nelas, há mais de meio século. No tempo em que as famílias se sentavam à roda da lareira, a ver a dança das chamas enquanto o fumo curava os enchidos, os serões povoavam-se de lendas e peripécias cómicas, sempre protagonizadas por parentes ou vizinhos há muito desaparecidos. Assim se foi fazendo a contadora, para a família e os alunos.
Hoje tem outra vez tempo, para ouvir, aprender com quem sabe mais, rir dos seus erros e contar por aqui e acolá. A escolha do repertório, a reflexão  sobre a alma de cada conto, a partilha com outros narradores e a alegria, a emoção de contar enchem-lhe os dias e alegram as noites. Tem uma frutuosa parceria com Randolfo Saint-Clair que desenha as suas estórias de imagens.



Rosário Ribeiro (Portugal)
Rosário Ribeiro natural de Águas Santas Maia. O gosto por contar histórias despertou a partir do momento em que começou a participar em eventos familiares no infantário dos seus filhos. A vontade de partilhar sentimentos com o outro através das histórias foi criando raízes e crescendo, levando-a a participar no curso “Entre Contos & Encantos”, da Escola de Narração Oral Itinerante, em 2013. Daqui para a frente será um dia de cada vez, tentando semear aqui e ali a magia da narração, com muito amor e emoção.



Rita Cyrne (Portugal)
É educadora de infância, com especialização em Educação Especial. As artes são uma constante na sua vida, profissional e pessoal.
A narração de contos, faz parte de suas actividades diárias, enquanto educadora. Adora trabalhar com público infantil.
Em 2013, através da Escola de Narração Oral Itinerante, mergulha no muno das estórias e na arte de as contar.Descobre desta forma mais um caminho, como narradora profissional, na trajetória da sua vida.Um percurso ainda pequeno, é certo, mas olhando no horizonte não se advinha o fim.


Augusta Santos (Portugal)
Augusta Santos natural da singela terra de Rio de Moinhos, Penafiel. Uma paixão descoberta recentemente por acaso a partir do momento que ouviu a Clara Haddad num programa de radio, esta iniciada no mundo dos contadores de histórias frequentou o curso “ Entre Contos & Encantos”, organizado pela Escola de Narração Oral Itinerante, e aí percebeu o quão maravilhoso este mundo de faz-de-conta é. Agora descobriu que queria fazer parte dele pela magia, pelas crianças e pela criança dentro dela própria.


Cândida da Luz (Portugal)
Cândida da Luz nasceu na cidade de Calw, situada na orla da Floresta Negra, na Alemanha.
Desde pequena, cultivou o gosto pelo conto ao ouvir os seus pais, durante a hora da refeição, a contar estórias com muita imaginação.
No curso “ Entre Contos & Encantos”, organizado pela Escola de Narração Oral Itinerante, encontrou um caminho de crescimento e de descoberta da arte que habita no seu coração. Vive em Vila Nova de Gaia, onde continua a cultivar o prazer de contar e de povoar o imaginário de todos aqueles que tem vontade de abraçar o mar da invenção e da emoção.




Vânia Abreu (Portugal)
Vânia Abreu é natural de Braga, onde vive. É professora/explicadora. Há quatro anos atrás, com o nascimento da sua filha, a semente dos contos começou a nascer no seu coração e ao frequentar o curso “Entre Contos e Encantos “ da Escola de Narração Oral Itinerante este ano descobriu que esta semente se havia transformado em flor. Agora, apenas deseja fazer crescer esta flor e transformá-la em árvore, numa árvore cheiinha de belos contos, partilhados pelo coração.







Sem comentários:

Enviar um comentário